quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Para as senhoras que dão má fama às condutoras...

Se quisermos ser mesmo sinceras, temos que admitir que regra geral os homens conduzem melhor que as mulheres, sim, há muitas excepções, mas penso que se deva essencialmente à postura do homem perante a vida, mais descontraída, menos preocupada, e a mulher é mais nervosa, mais agitada, etc. No entanto é a minha opinião, estão à vontade para concordar ou não.
Mas por favor, há pessoal que abusaaaa, e por causa de um pequeno "jogo" que tenho com o meu irmão há muito tempo, de descobrirmos se quem faz asneiras são homens ou mulheres, já cheguei à triste conclusão que as mulheres estão à frente, o que neste jogo não é nada honroso, e depois ouvimos aqueles tristes comentários: "ahh, logo vi que era uma mulher"
Ainda hoje de manhã quando vinha para o escritório apareceu à minha frente um peugeot 206 cinza metalizado (sim vi a matrícula, mas não vou dizer :) ), e quando digo apareceu foi porque se colocou à minha frente sem piscas, e apesar de não ser proprietária de um veículo da prestigiada marca, devo dizer que tenho amigos que o são e que nunca constatei que não fabricassem piscas. Pois bem, apareceu à minha frente e depois reduziu a sua velocidade a cerca de 30 km/h, informo que me encontrava na CRIL na faixa mais à direita para poder sair para a A5 e novamente para Carnaxide. Ok, podia ter receio, certo. Depois fazia travagens SEM LUZES DE TRAVÃO !! Como é que eu sei que ela travava? para além de ver a distância entre a minha viatura e a dela diminuir de repente, é que felizmente o Peugeot 206 tem aquela barrinha de luzes de travão no vidro traseiro e essa funcionava. Tomei a faixa mais à direita para sair para o meu destino, assinalando com pisca (sim porque a Seat tem piscas, e não paguei mais por isso...lol), e logo a senhora apareceu novamente à minha frente e novamente sem qualquer sinal nem tão pouco uma mãozinha no ar a pedir desculpa, claro que não bati porque já estava de sobreaviso não é. Ainda seguiu à minha frente até à rotunda da protecção civil, não sem antes acelerar (afinal o pedal funciona) para que uma viatura da esquerda que tinha o pisca para a direita não se metesse à sua frente, muito civismo sim senhora...ainda por cima numa faixa que é uma saída da autoestrada com perca de prioridade.
Portanto acho que basicamente, um pouco de respeito pelas regras de condução é o que pode fazer a diferença, e por causa de senhoras destas eu fico com má fama porque sou mulher atrás do volante, e só posso abanar a cabeça com vontade de repetir as palavras do meu irmão que tanto me arreliam: "só podia ser mulher...." Demais!!!